quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Op.#512 - Dois estranhos no submundo

Na parte anterior desta nova série, vimos que Jhonny e Zack são grandes amigos, membros da SWAT. Há momentos antes, eles tinham feito uma operação que consistia em recuperar documentos sigilosos de um helicóptero das mãos da máfia.

Agora, ele está indo até o mercado próximo, para comer e retornar para pegar seu amigo. No entanto, ele não sabia que estava sendo observado...


Charlie: [Ele saiu para tomar café. Vai voltar logo.]
???: [Certo. Que notícia útil essa sua.]
Charlie: [Desculpe, chefe, mas de fato, essa informação será bem útil. Daqui ele irá pegar o outro agente, continuo seguindo eles?]
???: [Não. Arrume um jeito de voltar para Los Santos e preparar a armadilha. A SWAT estará lá em frente fazendo uma patrulha, dê uma lembrança a eles.]
Charlie: [Er, bem... caham...]
???: [Ok. Agora mova essa bunda e me avise quando tiver problemas. E... lembre-se: Eu estou observando você.]

O espião desliga...


... e se esconde. Parece que Jhonny já voltou:


- Jhonny: Ah, um dia eu tomo coragem e vou para Las Venturas, sempre quis conhecer essa cidade. Bem... vamos buscar o Zack.

Jhonny caminha com pressa, ele tem uma jornada longa a cumprir até chegar no seu departamento:


Ele pega o seu carro...


... e vai rumo à cidadezinha onde mora o seu amigo Zack. Geralmente, o carro da SWAT aparece para buscá-los em casa, mas estranhamente, ela não apareceu. Possivelmente deve ser o feriado que embalou toda Los Santos:


Chegando lá, Zack já se encontrava esperando:

- Zack: Distintivo... confere. Pistola... confere. Preservativos para caso tenha secretária nova... hum... ah, quem precisa disso?
- Jhonny: E então? Alguma coisa faltando?
- Zack: Nada. Vamos lá. Ah, obrigado por vir me buscar. Achei estranho o comboio não vir hoje e o meu vizinho tinha viajado ontem.
- Jhonny: Também estranhei o por quê deles não terem chegado. Bem, vamos em frente!


E assim vão Jhonny e Zack...


... amigos que ninguém pode separar, nem mesmo a própria morte, que a cada operação dada, tenta, sem sucesso, levá-los:


Graças ao feriado em Los Santos, a cidade está quase vazia. Eles aproveitaram a estrada como ninguém mais.

- Zack: Tem certeza que esse é o lado certo?
- Jhonny: Mas é óbvio que é! Eu passo por aqui quase todos os dias.
- Zack: Não sei não...
- Jhonny: Veja o mapa, então, sabidão!
- Zack: Está ao contrário.
- Jhonny: [...]
- Zack: Quer saber? Não tem ninguém na rua, mesmo... ACELERA ISSO AÍ!!!


Eles vão passando, até que percebem um comboio da SWAT, com todos os agentes mortos:


- Zack: Mas... é um comboio.
- Jhonny: É o NOSSO comboio. É por isso que ele não apareceu lá para nos pegar hoje.
- Zack: Estranho... eu até entendendo que é feriado, mas ninguém percebeu isso e ninguém avisou a gente?
- Jhonny: Parece ser recente. Vamos sair e ver como eles estão.

Assim, eles saem do carro:


Zack saca sua pistola, enquanto Jhonny se abaixa para ver os corpos.

- Jhonny: Ah... 54... quem fez isso com você, meu amigo?
- Zack: E então? Alguma conclusão?
- Jhonny: Ao que parece, não é recente. As manchas de sangue que deveriam aparecer não estão aqui. Não tem nada de recente aqui.
- Zack: Estranho, eles não parecem ter sido pegos. É como se tivessem matado eles longe daqui e jogado.


Mas eles estavam sendo observados, mas não mais por um espião. Agora, ele estaria assumindo seu cargo de capanga:


- Charlie: Agora é comigo...
= Zack: Que estranho... já vi guardarem o corpo para depois jogarem fora. Mas eles vieram até aqui e jogaram.
= Jhonny: Essa não...
= Zack: O que foi?
= Jhonny: É uma armadilha! Jogaram os corpos aqui porque sabiam que nós íamos parar! Tem que ser algo relacionado à operação!


- Zack: E o que está esperando? Ligue para o departamento e.. UGH!
- Jhonny: O que...


- Jhonny: UGH!


- Charlie: Muito bem, agora é com vocês, rapazes. Levem esses corpos para longe.
- Capanga: Certo, senhor. E esses dois?
- Charlie: Esses dois são comigo, agora. Vou levá-los para conhecer uma boa cidade...
- Capanga: Por que está fazendo isso? Já temos os caras, podíamos mat...
- Charlie: Porque o chefe mandou e eu só estou cumprindo ordens! Agora cale a boca e leve esses agentes para fora daqui. Eles já cumpriram seu papel!
- Capanga: Sim, senhor!

* Ouve-se o barulho de um carro saindo e de um porta-malas abrindo *

- Charlie: Ugh, ah... pronto. Não precisa ficar perfeito, só vão ficar aí por um tempo. Vamos fazer uma longa viagem.

* Ouve-se o barulho de um avião decolando *


Depois de várias horas, nossos agentes acordam em um lugar estranho...

- Zack: Ai... minha cabeça. Onde estamos?
- Jhonny: Estranho... nunca vi esse lugar antes.
- Zack: Até onde eu lembro o clima estava ensolarado.
- Jhonny: Isso me lembra... Ah, MAS O QUE?!


Jhonny começa a sair correndo desesperado:

- Zack: Ei, cara, o que foi?
- Jhonny: Isso não é Los Santos, cara! isso é Liberty City!
- Zack: É... eu estou vendo!
- Jhonny: E você vai ficar aí sem fazer nada, cara?!
- Zack: O que você quer que eu faça? Grite como uma menininha?
- Jhonny: AAAAAAAAAAAAHHHHHHH!!!
- Zack: Pelo amor dos meus ouvidos, pára!!! Pára de gritar e vamos tentar nos manter sanos, tá bom?

Jhonny estava nervoso, porque não conseguia entender como e nem por que estava ali. Ele sai correndo e encontra um carro estacionado:


Antes de qualquer coisa, ele tenta revistar o seu bolso. Não, seja lá quem tenha feito isso não estava interessado em roubar absolutamente nada. A sua arma, seu distintivo... tudo ainda estava lá.

Antes de fazer qualquer coisa, ele checa para ver se não tem ninguém perto do veículo:


- Jhonny: Ninguém aqui... me dá cobertura.
- Zack: Cobertura? Para que?
- Jhonny: Vou tentar ligar para o nosso chefe e descobrir o que foi isso tudo. Cheque a área antes que algum maluco nos acerte com um taco de baseball outra vez!

E então, Zack cobre Jhonny (no bom sentido da palavra), que está telefonando para o departamento de polícia em Los Santos:


Jhonny: [Alô.]
Controle: [Agente Jhonny? Ainda está vivo?]
Jhonny: [Sim. Eu e o Zack. Nós estamos em... Liberty City.]
Controle: [O que?! Bem, eu não deveria estar tão surpreso, encontramos o comboio de vocês jogados no meio do mato.]
Jhonny: [O cara que nos atingiu deve ter chamado ajuda e os levou para longe. Filhos da p&%#.]
Controle: [Eu poderia mandar contato com o aeroporto para liberarem vocês de voltarem para cá...]

* Zack fica ouvindo o telefone e interrompe dizendo *

Zack: [E por que não faz isso LOGO??]
Controle: [Eles não mataram vocês, e os mandaram para Liberty City com algum propósito. Tem alguma coisa aí em Liberty City que vocês tem que encontrar, devem estar querendo que vocês façam isso para eles. Mas eu não posso ter certeza.]
Jhonny: [Então...]
Controle: [Por segurança, é melhor que vocês fiquem por aí. Eu sei que vão achar um lugar para dormir. Boa sorte, agentes.]

* Desliga o telefone *

- Jhonny: Mas o que... argh!


- Zack: Bem.. então...
- Jhonny: Ocasionalmente estamos envolvidos em outra missão.
- Zack: HÁ! Que ótimo... cadê o uniforme?
- Jhonny: Essa sua roupa recém-amassada é o seu uniforme. Vamos pegar esse veículo e nos localizar.


Eles abrem a porta do furgão e tentam sair dos fundos do que parece ser um aeroporto...


... o aeroporto Francis International.

- Zack: Por que parou?
- Jhonny: Desisto dessa idéia maluca.
- Zack: O que?
- Jhonny: Vou comprar uma passagem e voltar para Los Santos.
- Zack: Você não tem um tostão no bolso.
- Jhonny: Mostro a porcaria do distintivo e se quiser me acompanhar, venha logo.


Jhonny sai do carro, com raiva. Vai subindo as escadas para o aeroporto como se estivesse atrasado para alguma coisa. Zack o para e chama para conversar um pouco:


- Zack: Cara... é perigoso voltar agora.
- Jhonny: Eu não quero ficar aqui.
- Zack: Ahhh... certo! Então tá bom! Entre nessa PORCARIA de aeroporto e vá comprar essa M&$%# de passagem! Abandone o seu amigo!
- Jhonny: O que?


Jhonny pára o passo e tenta entender:

- Jhonny: O que está dizendo?
- Zack: Essa é uma nova missão, cara. Não percebe? Tudo está relacionado àquela operação que fizemos, se voltarmos, eles vão nos matar.
- Jhonny: E o que vamos fazer? Seguir a dança que eles estão tentando nos fazer dançar?
- Zack: Vamos fazer isso por ora... e quando descobrirmos o que estamos procurando, vamos descobrir o que eles estão procurando também. De uma forma ou outra, vamos acabar descobrindo.

Jhonny se cala, pensa por um minuto.

- Jhonny: [...]
- Zack: E então?
- Jhonny: Não vou abandonar meu amigo aqui nessa cidade suja e imunda. Vamos pegar esses caras!
- Zack: É assim que se fala!
- Jhonny: Vamos conseguir um veículo de alguém, primeiro.


E então, Jhonny rende um motociclista e pega a sua moto:


Decididos a seguir em frente, Jhonny e Zack seguem na fria e cinza cidade de Liberty City, em busca de algo relacionado à última operação feita por eles...


Continua...(?)
Operação 512

6 comentários:

Winleez disse...

Wow, ameei!
Continua com essa sim e abandona a Combates no GTA!
Sério, amei essa parte.
Mas como você consegue ficar com Los Santos e Liberty City?

Pain disse...

Muito bom..
Com certeza deve continuar, mas agora tem que ter um final né? rsrs..

Júlio Cézar disse...

Boa!

André disse...

continua com certeza, né??Super legal!!!

Zangado BR disse...

mas afinal quem é o dono do blog, e cade a volta da serie combates no gta? queria muito saber!

baixafacil.com disse...

legal